23 de dezembro de 2013

Padre reflete sobre o papel de Maria e José na celebração do Natal
Paroquia em Ação23.12.13 0 comentários




Os católicos estão às vésperas da celebração do mistério da encarnação de Cristo, Filho de Deus feito homem para trazer a salvação. Em preparação para a festa do Natal, celebrada nesta quarta-feira, 25, os fiéis encontram em Maria e José um exemplo de aceitação do projeto de Deus e de espera pela vinda do Senhor.


Em entrevista ao noticias.cancaonova.com, o pároco da paróquia Nossa Senhora Aparecida, da diocese de Lorena (SP), padre Rodrigo Fernando Alves, define o casal Maria e José com uma “propaganda vocacional”, fazendo os fiéis terem ciência de que são vocacionados ao plano de Deus
O sacerdote recorda que Maria é figura de destaque em todo o ano litúrgico, devido à sua receptividade e disposição para as obras de Deus. No Advento, ela vem apresentada como participação livre e disposta da humanidade no projeto divino de salvação.

Quanto a José, padre Rodrigo fala que ele reconheceu a prioridade do projeto coletivo em relação ao individual. “Ainda que  tivesse suas metas futuras com Maria, vai se resignando ao grande plano de Deus que é muito melhor que o seu individual”.

Confira, abaixo, a entrevista completa com padre Rodrigo:

noticias.cancaonova.com -  Como Mãe de Jesus, qual o maior exemplo que Maria traz aos fiéis? Por que também ela é uma figura de destaque nesse tempo de Advento?

Padre Rodrigo Fernando Alves -
 Maria é figura de destaque o ano litúrgico todo! Porque é a criatura humana mais receptiva e disposta pras coisas de Deus. Ela é o que nós em muitos momentos não conseguimos ser. E gostamos tanto dela porque ela, sendo tudo isso, não se vangloria ou se distancia de nossa luta de todo dia. Olhamos pra ela e pensamos: "a gente, se faz esforço, consegue também"; o afetivo de Deus fica muito aproximado da gente em Maria. Ela é: sim, obediência, perseverança, coragem, força, empenho, oração, humildade... adjetivos que todo ser humano precisa desenvolver para bem viver. Ficar perto dela e tê-la na vida e caminhada é muito positivo e nos faz ser sempre mais de Deus. E ela é apresentada no Advento como a participação livre e disposta da humanidade no projeto de salvação de Deus. Ao dizer sim, ela abre caminho para que tudo mais que Deus queria fazer pudesse ser!

noticias.cancaonova.com - O 'sim' de Maria trouxe ao mundo o Salvador. Mas ainda hoje Deus precisa do 'sim' de cada um para continuar sua obra de salvação. Em que medida o tempo do Advento pode ser aproveitado pelos católicos para essa revisão de missão de vida?

Padre Rodrigo - O católico que vive uma vida de comunidade e participa, ao menos aos domingos, de sua comunidade é atraído para o clima de Natal. O Advento vai enfeitando o coração do cristão que, a cada domingo celebrando com sua comunidade, vai sendo resgatado para os melhores sentimentos. Vendo a história que Deus fez com o povo daquele tempo, vemos que Ele quer prosseguir fazendo história no nosso tempo, e que quer contar com nossa ajuda. Vendo gente tão simples respondendo positivamente, somos provocados a dar uma resposta, e vamos entendendo que um mundo melhor é possível com gente boa de colaboração! Deus precisa de bons colaboradores hoje! Como houve Zacarias, Isabel, João Batista, José e Maria... Hoje Ele nos visita nos acontecimentos de nossos tempos e nos aborda com a pergunta: "quer me ajudar?" Se respondemos sim, o seguimento do projeto se dá e algo em nossa volta fica melhor!

noticias.cancaonova.com - Junto a Maria, aparece nas leituras do Advento José, seu esposo. Que exemplo ele traz para quem quer se preparar bem para acolher Jesus?

Padre Rodrigo - José é aquele que sai do individualismo de sua satisfação humana e entende que o projeto do "nós" é mais importante do que o projeto do "meu". Ainda que  tivesse suas metas futuras com Maria, vai se resignando ao grande plano de Deus que é muito melhor que o seu individual. Ele revela nosso lado humano que pela fé, pela escuta dos recados de Deus, vai se convencendo do que é preciso ser feito. Quem quer se preparar para acolher Jesus e olha pra ele (José), percebe que é preciso se desfazer das próprias seguranças para se lançar na grande aventura do novo e do desconhecido de Deus. E que Deus nunca nos levará para um lugar que não seja bom!

noticias.cancaonova.com - Em que medida o exemplo de Maria e José ajuda os fiéis a caminharem com o coração preparado nesse tempo de espera pelo nascimento de Jesus?

Padre Rodrigo - O exemplo deste casal é uma propaganda vocacional: temos vocação para o plano de Deus. O plano de Deus é pra gente normal. Cada uma se achando dentro do "tabuleiro da vida". Vida feliz tem sacrifícios, mas com fé e confiança chegamos lá. É feliz quem, com maturidade e ousadia, responde ao chamado de Deus. Eles nos recordam que Deus está nos chamando a trabalhar com Ele na obra da salvação e de um mundo melhor. Que tal arriscar dar uma resposta positiva?!



Padre Rodrigo Fernando Alves é pároco da paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Lorena (SP); assessor Diocesano da Catequese e professor de Teologia Pastoral no Instituto Teológico Bento XVI, da Diocese de Lorena (SP), mantido pela Canção Nova. 
Categoria:
Sobre o autor Aqui você adiciona uma descrição do autor da pastagem. Para Trocar a foto do postador do blog procure o link da foto no HTML e adicione uma sua ok. Facebook ou Twitter

0 comentários